SELECIONADOS: DOCUMENTÁRIO NACIONAL E FICÇÃO NACIONAL
DOCUMENTARIO NACIONAL

Codinome Breno, de Manoel Batista, Natal-RN.

Além de tudo ela, de Lívia Zanuni, Mickaelle Lima, Pâmela Kath e Pedro Vilo, Curitiba-PR.

 Guarany: Eu sou o menino do Cinema Paradiso, de Aline Castella, Petrópolis-RJ.

 ROMANA, de Helen Lopes, Palmas-TO.

Na Rua Todo Mundo É Igual, de Igor Mattos, Rio de Janeiro-RJ.

Seremos Ouvidas, de Larissa Nepomuceno,Curitiba-PR.

 Etnomídia Indígena Brasileira, de Icaro Cooke Vieira, Cidade de Goiás-GO.

Amanhecendo Cicatrizes, de Nelson Brauwers, Ivânio Dalagno, Juarez Braga Zamberlan e Valdinei Vargas, Porto Alegre-RS.

Cancha: Domingo é dia de jogo, de Welyton Crestani, Curitiba-PR.

 Firma o ponto: filho de fé, de Giovanna Colussi, Campinas-SP.

FICÇÃO NACIONAL

386, de Filipe Barros, Porto Alegre-RS

A Caçada, de Alexandre Ache, São Paulo-SP.

Como segurar uma nuvem no chão, de Marco Aurélio Gal, São Paulo-SP.

 Fixação, de Kellen Casara, Belo Horizonte-MG.

 Iberê e a Liberdade, de Thayse Fernandes, Maringá-PR.

 Náusea, de Thomas Webber, Curitiba-PR.

 O Balido Interno, de Eder Deó, Caruaru-PE.

Primavera de Fernanda, de Mariana Freitas, Victor Hugo e Mariama Lopes, Curitiba-PR.

Sirumi, de Thiago Camargo, Goiânia-GO.

Surpresas, de Flávio Colombini, São Paulo-SP.